Na última quarta-feira, 9 de outubro, aconteceu o Sarau Uirapuru 2019. Com o tema “Cultura e Povos Indígenas”, o evento teve início às 19h, no Prédio do Auditório Uirapuru. Segundo a coordenadora do Ensino Médio, Daniela Almenara, o tema escolhido foi proposto em 2019 pela Unesco e vem sendo trabalhado desde março pelos alunos. “É encantador apresentar de uma maneira mais profunda nossa cultura. Foi interessante porque muitas informações e curiosidades eram desconhecidas. É tempo de promover consciência, respeito, valorização e preservação da nossa história”, explica Daniela. 

A abertura oficial aconteceu ainda na sexta-feira, 4 de outubro, quando os alunos participaram de um bate-papo com Daniel Munduruku. Filho da etnia indígena Munduruku, Daniel é Doutor em Educação pela USP, Pós-Doutor em Literatura pela Universidade de São Carlos e autor de 52 livros. Ele trouxe uma nova visão, desconstruindo o imaginário da população em relação à palavra “índio” e sua carga simbólica. Segundo Daniel, a palavra “índio” remete a uma visão romântica do “índio” que vive no meio do mato, ou então do “índio” preguiçoso. Ele defendeu o uso da palavra indígena, que significa “nativo”, e pediu também que os alunos entendam e considerem as etnias. 

As apresentações no Auditório Uirapuru contaram com declamação de poemas, danças, interpretação musical, manifestos e exercícios cênicos. Ao final, os alunos leram juntos uma carta aberta aos indígenas. Nela, exprimiram pensamentos e a convicção de que a terra é um direito de todos. Em um momento marcante, pediram perdão por terem invadido suas terras, destruído laços culturais, pelo desmatamento na Amazônia e por genocídios indígenas. Foi emocionante para pais e alunos observarem que nossa riqueza cultural é muito maior, que é preciso entendê-la e preservá-la. Para finalizar, um forte coro ecoou o auditório “O Uirapuru é terra indígena”. 

Confira alguns momentos do Sarau 2019: