Trabalhos com o tema "Ciências da natureza e suas tecnologias" tiveram início no começo do ano. 

 Foi um sucesso! Centenas de pessoas visitaram o Encontro de Cientistas Uirapuru 2019, que aconteceu no último sábado, 1º de junho, no ginásio e na quadra do Colégio Uirapuru. Com o tema "Ciências da Natureza e suas tecnologias", a grande novidade ficou por conta da divisão dos trabalhos nas três frentes propostas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) de Ciências. São elas: Matéria e Energia, Vida e Evolução e Terra e Universo. A proposta da BNCC é que cada unidade temática esteja estruturada em um conjunto de habilidades cuja complexidade cresça progressivamente, sendo desenvolvidas ano a ano. Na quadra, a temática Vida e Evolução esteve sob a orientação da professora Cláudia Renata Marques. Segundo Cláudia, o foco central eram os seres vivos. "Nossos alunos pesquisaram tudo o que norteia a evolução do ser humano, desde o surgimento da vida, o meio ambiente e sua sustentabilidade. Neste ano, o Colégio inova com a implementação das mudanças da BNCC para Ciências. A obrigatoriedade acontecerá em 2020, mas já nos adaptamos a isso e a mudança se mostrou muito enriquecedora para os alunos", explica a professora. posta pelos professores Eric Pizzini, Murilo Akio Murakami e o auxiliar do laboratório de Física, Jean Vitor Leite Cardoso, estiveram auxiliando os grupos desde o início do ano nas descobertas baseadas em Física. Para Eric a mescla entre os anos foi muito positiva, ele acredita que isto trouxe uma ligação conceitual entre os projetos. "Todos os trabalhos expostos aqui foram 100% produzidos dentro do Espaço Maker. Para o professor Murilo é muito interessante colocar em prática o que é visto dentro da sala de aula. "Mudar, testar, ampliam muito o conhecimento. Na verdade, a ciência é feita muito mais de erros do que acertos. Ao errar, eles acabam acertando e, nisto, os jovens aprendem a lidar com as algumas frustrações. O Espaço Maker gera nos alunos momentos de intenso crescimento. Nossa sociedade exige muitas habilidades, é preciso testar sem medo, arriscar-se, falar na hora certa, trabalhar em grupo, se expor, ter proatividade e conseguir resolver problemas. Isso tudo aconteceu durante a preparação para este Encontro", revela Murilo. Jean Vitor Leite Cardoso falou sobre a alegria em participar pela primeira vez do Encontro de Cientistas. Para ele, o que foi exposto é fruto de muita prática. "Na minha opinião, essa exploração torna os conceitos muito mais fáceis de assimilar, conclui. Na frente Terra e Universo, a professora responsável Karla Oliva explica que os trabalhos priorizaram a evolução do universo até os fenômenos naturais mais recentes. "Para que os trabalhos fossem concluídos, nossos alunos buscaram informações em pesquisas, entrevistas e assistiram muitos vídeos sobre os temas. Eu notei que no início os alunos do 6º ano estavam inseguros, com o passar do semestre, eles criaram confiança e se sentiram capazes de apresentar os trabalhos no mesmo espaço que os alunos mais velhos. A troca de experiências entre alunos de diferentes anos se tornaram importantíssimas para todos os participantes. Foi um grande aprendizado", expõe Karla. Para a coordenadora do Ensino Fundamental II os alunos foram dedicados e competentes em tudo o que foi apresentado. "O Encontro de Cientistas envolve três momentos importantes: 1º - momentos com os professores de Ciências (escolha do projetos, pesquisas e orientação, 2º - desenvolvimento da arte (orientação das professoras de Arte para o desenvolvimento das maquetes) e 3º - orientação dos professores de Língua Portuguesa (construção de resumo, edição e preparação para apresentação oral). Este trabalho todo vai muito além da pesquisa científica, queremos prepará-los para o mundo", explica Patrícia. Para Christian Pensa, pai de Luiza, Rafael e Isabela, foi uma alegria ver os alunos se preparando para o futuro. "Eu trabalho com isso e, em muitos momentos, não vejo profissionais experientes com a habilidade dessas crianças em apresentar tão bem um projeto. Como pai estou muito orgulhoso, e feliz em ver a preocupação do Colégio em desenvolver tantas habilidades ao mesmo tempo", fala. Andreia Brito Leite, mãe de João, Pedro e Thiago, participa pela primeira vez do encontro e se mostra surpresa com o empenho de todos os alunos durante as apresentações. "Percebemos o quanto eles se esforçaram para que estivessem familiarizados com o tema, para que o conteúdo fosse apresentado de maneira clara e objetiva", parabeniza Andreia.

Confira alguns momentos do Encontro de Cientistas Uirapuru 2019: