formando pessoas que fazem a diferença no mundo.
Baixe e conheça o nosso Aplicativo Uirapuru

Como episódios de superação trouxeram um olhar diferenciado para o famoso autor australiano

 

O australiano Stephen Michael King se revela um ser humano dotado de muita sensibilidade ao expor por meio de histórias, poesias e traços perfeitos as suas emoções, por isso hoje é considerado um dos grandes nomes da literatura infantil mundial. Em novembro, o aclamado autor e ilustrador esteve no Brasil para o lançamento do livro “O urso de todas as cores”, publicado pela Editora Brinque-Book. Em sua passagem pelo Colégio Uirapuru contou para pais, alunos, professores, alunas da WlaSan e convidados um pouco mais sobre sua história de vida. Não poderia ter sido diferente: todos encantaram-se diante de tanta inspiração, sensibilidade e superação.
Em suas memórias da infância, ele fala sobre a importância de sua mãe na construção do hábito pela leitura. Ela, professora, amava os livros e trouxe essa paixão para os filhos ao ler todas as noites uma fantasia diferente. Seu pai, aprendeu e ler já adulto, com ajuda de sua mãe, e isso lhe trouxe inspiração. Aos nove anos, uma perda auditiva lhe trouxe um novo cenário: para se comunicar e superar as dificuldades na escola, Stephen passou a se utilizar dos desenhos. Segundo ele, essa dificuldade lhe permitiu abrir os olhos para observar o mundo de uma outra maneira.  “Quando comecei a perder a audição, sentia que mesmo assim precisava fazer algo positivo pelo mundo, pelas pessoas e a exposição de sentimentos me trouxe essa riqueza”, explica.
Para ele, visitar o Brasil é inspirador, pois admira como os brasileiros se relacionam e demonstram com facilidade seus sentimentos. Stephen contou particularidades sobre o processo criativo. Segundo ele, quando inicia uma obra não observa inspirações em seus personagens, mas depois, com a história pronta ele vê que os personagens são pessoas muito próximas, geralmente seus familiares, e situações do seu cotidiano.
O artista explicou que para se chegar a um livro, centenas de tentativas acontecem. Durante a palestra, o australiano foi dando vida a duas ilustrações. Stephen reforçou a importância dos pais e dos professores no incentivo à leitura. Segundo ele, o papel do educador é uma fonte muito importante para que a criança desperte para a arte. “É preciso dar voz para as emoções, deixar os sentimentos fluirem. Fico muito feliz em saber que consigo fazer com que crianças e adultos sintam emoções diferentes quando lêem minhas histórias”, fala. Foi um encontro muito especial para o Colégio Uirapuru, marcado pela maneira simples e sensível de Stephen Michael King ver a vida, uma verdadeira inspiração.