Baixe e conheça o nosso Aplicativo Uirapuru

Ana Beatriz Correa, jogadora da Seleção Brasileira de Vôlei, fala um pouco sobre sua história no Colégio Uirapuru

 Muito além de preparar para as provas, Enem e vestibulares, a escola precisa formar cidadãos para o mundo. É preciso ter um compromisso em trazer ao aluno princípios éticos, de responsabilidade, de solidariedade, de diversidade e criatividade. A escola ainda precisa oferecer oportunidades para que o aluno manifeste, de maneira responsável, movimentos artísticos, culturais e esportivos. Diante destas manifestações, muitos se encontram e ganham destaque. O Colégio Uirapuru expressa profunda alegria em ver histórias de alunos que dividiram grande parte de suas vidas com o Colégio e, hoje, construíram Grandes Histórias. São alunos que se destacaram, não só por boas notas, mas conquistaram autonomia, disciplina, comprometimento e respeito.
Confira algumas das Grandes Histórias, que começaram aqui: 

. Ana Beatriz Silva Correa

Bia, como é carinhosamente chamada, nasceu em 7 de fevereiro de 1992. Veio para o Colégio Uirapuru aos três anos de idade e hoje atua como jogadora de vôlei na Seleção Brasileira e no time Nestlé Osasco. Destaque na posição central, Bia conta que sempre gostou do esporte, desde pequena já tinha fotos com a bola. Bia lembra com muito carinho das aulas de Educação Física com o Professor Gê e Professor Cebola. Sempre muito envolvida, Bia participava de aulas extras relacionadas ao esporte. “O Colégio Uirapuru sempre incentivou o esporte na minha vida. Por um bom tempo consegui conciliar o estudo com os treinos de vôlei no período da tarde. Tenho muito carinho pelo Colégio Uirapuru. Foram 11 anos, em que grandes professores e todo o suporte do Colégio contribuíram para minha formação”, conta.
Bia começou a jogar profissionalmente aos 14 anos, em Osasco; depois passou por clubes em Uberlândia, Sesi e atualmente joga no Nestlé Osasco. Por anos, esteve na equipe da Seleção Brasileira de Base, onde conquistou diversos títulos. Durante a semana tem uma rotina puxada de treinos, Bia treina três horas pela manhã e três à tarde, os jogos acontecem, geralmente, às sextas-feiras. Para o futuro, Bia pretende continuar servindo a Seleção Brasileira de Vôlei, participar de uma Olimpíada e terminar o curso de Engenharia Civil - já fez 2 anos e conta que muito das matérias vistas na faculdade, já sabia graças ao conteúdo aprendido no Colégio. “Nesses 11 anos de Colégio Uirapuru aprendi muitas coisas, inclusive a ter disciplina e dedicação, itens fundamentais para o sucesso no esporte. É uma alegria e um orgulho muito grande poder vestir a camisa do Brasil e vencer. Espero, por muito tempo, ser motivo de orgulho para o nosso país e para minha cidade de Sorocaba”, comemora Bia.