Baixe e conheça o nosso Aplicativo Uirapuru

No dia 27 de agosto, o Colégio Uirapuru realizou a Feira de Ciências 2016. Centenas de familiares e amigos prestigiaram os trabalhos realizados pelos alunos do 6o, 7º ao 9º ano.  A preparação para a Feira de Ciências teve início em março. Neste ano, o tema foi “A integração dos seres vivos e o planeta Terra”, sendo que cada série relatou um tema específico: “O Planeta Terra e a sustentabilidade” (6º ano), “Os seres vivos e o meio ambiente” (7º ano), “O corpo humano e saúde” (8º ano), “Os grandes pensadores em Ciências” (9º ano).

Para as coordenadoras do Ensino Fundamental II, Flávia Proença e Patrícia Pegoraro, a feira vai muito além do aprendizado em Ciências. “Os objetivos são aprendizado em Ciências, integração, sociabilidade, comprometimento, aprendizado de como trabalhar em grupo, oralidade (para a apresentação) e desenvolvimento de artes (para a confecção das maquetes e banners) ”, explica Patrícia. Para Flávia, a Feira de Ciências é um trabalho árduo, em que os alunos estão super envolvidos e que neste ano superou as expectativas. “Neste ano senti que todo o trabalho valeu muito a pena. A qualidade dos trabalhos, as explicações estão afiadas, os grupos estão organizados e sincronizados. Isto nos deixa muito orgulhosos”, comemora Flávia.

O projeto da Feira de Ciências foi liderado pelas professoras Claudia Renata Marques, Daniela Almenara e Karla Oliva, com o apoio da coordenação e da direção do colégio.

Para o grupo do 8o ano, Pedro Di Laurentis, Guilherme Domotor e Diego Pimenta, o tema foi Doação de Órgãos. Os alunos falaram sobre as principais características dos possíveis doadores, fila de espera, além de trazer luvas cirúrgicas para que os visitantes pudessem tocar em um pulmão e rim de boi – consistências semelhantes aos órgãos humanos.  

O grupo do 7o ano B, Enzo Moura e Thiago Gonçalves falaram sobre moluscos. Eles levaram polvo, lula, caramujo e ostras para o ginásio do Colégio. Em outro trabalho, dos alunos do 6o ano, Sofia Rodrigues, Roberto Camargo e Raphaela Anastácio, o visitante poderia ver a diferença de temperatura interna de uma casa com telhado ecológico e da outra sem o telhado ecológico. Dessa maneira, seria possível baixar um pouco da temperatura interna, além de outros benefícios voltados para a economia de energia.
          Confira alguns momentos da Feira de Ciências 2016.